82
Views
Open Access Peer-Reviewed
Artigo Original

Evaluation in the understanding of icons as resource for filling in the physical activities diary for seniors

Avaliação da compreensão de ícones como recurso no preenchimento do diário de atividades físicas por idosos

Rosemary Rauchbacha; Neila Maria de Souza Wendlingb; Anderson Paulo Scorsatoc; Ayrton Scorsato Netod; Estélio Henrique Martin Dantase

ABSTRACT

OBJECTIVE: Making icons as communications resource for filling in the daily physical activity for older adults, was the aim of this study.
METHODS: The sample was composed of 30 women who participated in a physical activity program. The method used was the recognition of 50 figures was scored and the number of hits. To provide efficient communication activities were chosen that showed longer behavior of the elderly as also the environment of physical activity. The criterion for selection of icons was the hitting ratio: > 0.80, figure approved; between 0.70 and 0.79, figure that needs modifications; < 0.70, figure that needs to be redone.
RESULTS: We found that five of the figures would have to be redone, and eight would need to be improved in relation to contrast and depth, the other (37 figures) achieved the expected proportion of correct> 0.8000.
CONCLUSIONS: The synthetic graphical shapes with large information content were partly responsible for the deviation in interpretation, but also the deterioration of normal vision caused by physiological changes of aging. The images have a size slightly enlarged and certain parts of the graphs were shown to lead to correct interpretation. It was observed that the icons become an effective communication tool that minimizes difficulties in understanding for the completion of daily physical activity for older adults.

Keywords: Communication. Motor activity. Daily physical activity. Evaluation. Older adults.

RESUMO

OBJETIVO: Criar ícones como artifício facilitador para interpretação e comunicação da tarefa realizada por idosos no preenchimento de diário de atividades físicas.
MÉTODO: A amostra foi composta por 30 idosas, participantes de um programa de atividades físicas. O método utilizado foi o de reconhecimento de 50 figuras com pontuação do número de acertos. Para oferecer uma comunicação eficiente e direta, foram escolhidas as atividades que mais evidenciaram o comportamento dos idosos e o ambiente da prática da atividade física. O critério adotado para seleção dos ícones foi a proporção de acertos: > 0,80, figura aprovada; entre 0,70 e 0,79, figura que precisa de modificações; < 0,70, figura que precisa ser refeita.
RESULTADOS: Observou-se que cinco das figuras teriam de ser refeitas e oito precisariam ser melhoradas em relação a contraste e profundidade; as demais (37 figuras) obtiveram a proporção de acertos esperados (> 0,8000).
CONCLUSÕES: Formas gráficas sintéticas com conteúdo de informação amplo foram, em parte, responsáveis pelo desvio na interpretação, como também a deterioração da visão normal causada pelas modificações fisiológicas do envelhecimento. As imagens tiveram seu tamanho ligeiramente ampliado e determinadas partes dos gráficos foram evidenciadas para conduzir a interpretação correta. Observou-se que os ícones se tornam uma ferramenta de comunicação eficiente que minimiza dificuldades na compreensão para o preenchimento do diário de atividade física por idosos.

Palavras-chave: Comunicação. Atividade motora. Diário de atividade física. Avaliação. Idosos.


THE CONTENT OF THIS ARTICLE IS NOT AVAILABLE FOR THIS LANGUAGE.


© 2019 All rights reserved