1380
Views
Open Access Peer-Reviewed
Artigo Original

Evaluation of food and nutrition unities in homes for the aged

Avaliação das unidades de alimentação e nutrição em instituições de longa permanência para idosos

Jamile Almeida Lopesa,b; Ingrid Cardoso Fidelesb,c; Adriana Lima Mellob,c; Anna Karla Carneiro Rorizb,c; Vanessa Everlin Matos Fariab,c; Magali Teresópolis Reis Amarald,e; Lílian Ramos Sampaioa,b

ABSTRACT

OBJECTIVE: This study had the objective of evaluating the structural and hygienic and sanitary conditions of Food and Nutrition Unities (FNUs) in Homes for the Aged (HAs) on the City of Salvador-Ba.
METHODS: For data collection was used the instrument adapted from the Check List of Good Manufacturing Practices of RDC number 275/02. The evaluated items were subdivided in 5 blocks and the LTEIs were classified according to assistance percentage of the investigated items.
RESULTS: From the 14 evaluated HAs, only one was classified in group 1, reaching adequacy in more than 75% of the analyzed items and the majority of institutions complied with less than 50% of the checklist items. Block 5 referring to Good Practices documentation had higher noncompliance value with 79.50%, followed by Block 3, of handlers, with 56.10%, evidencing the need to offer training in good practices. The absence of the professional nutritionist was identified in most of the HAs.
CONCLUSION: Most of the evaluated FNUs had inadequate structural and hygienic and sanitary aspects, which may influence the health and nutritional state of the elderly. It is needed to elaborate and validate an specific check-list for HAs.

Keywords: Checklist. Homes for the Aged. Food legislation

RESUMO

OBJETIVO: Avaliar as condições estruturais e higiênico-sanitárias das Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN) nas instituições de longa permanência para idosos (ILPI) na cidade de Salvador, Bahia.
MÉTODOS: Utilizou-se o instrumento adaptado da lista de verificação das Boas Práticas de Fabricação - checklist, da RDC nº 275/02. Os itens avaliados subdividiram-se em cinco blocos e as ILPI foram classificadas segundo o percentual de atendimento dos itens investigados.
RESULTADOS: Das 14 ILPI avaliadas, apenas uma atingiu adequação em mais de 75% dos itens analisados, e a grande maioria das instituições atendeu a menos de 50% dos itens da lista de verificação. O bloco 5, referente à documentação das boas práticas, apresentou 79,5% de não conformidade, seguido pelo bloco 3, dos manipuladores, com 56,1%, evidenciando a necessidade da oferta de treinamento em boas práticas. A ausência de nutricionista foi identificada na maioria das ILPI.
CONCLUSÃO: Grande parte das UAN avaliadas apresentou aspectos estruturais e higiênico-sanitários inadequados, o que poderá influenciar no estado de saúde e nutrição dos idosos. Há necessidade de elaboração e validação de um checklist específico para as ILPI.

Palavras-chave: Checklist. Instituições de longa permanência para idosos. Legislação sobre alimentos.


THE CONTENT OF THIS ARTICLE IS NOT AVAILABLE FOR THIS LANGUAGE.


© 2019 All rights reserved